ERICA COUTRIM

Doutora em Educação pela USP. Pesquisadora na área de inovação em educação, linguagens (plurilinguismo) e tecnologias. Membro DNA USP (Educação e Inovação). Membro CIEB - Rede de Inovação para a Educação Brasileira. Membro do grupo CLIL no Brasil. Consultora UNESCO (Educação Cidadã) e avaliadora MEC (PNLD/BNCC). Desenvolvedora e gestora de projetos educacionais com foco em currículo, inovação e educação bilíngue. Analista de dados educacionais em larga escala. Gestora de intervenções pedagógicas inovativas. Especialista em Translanguaging, com foco em equidade e inovação em práticas pedagógicas. Membro do corpo editorial Revista Desempenho - UNB, Revista Entrelinguas UNESP, Revista Educação e Tecnologia, Policy futures in Education e Revista Leia Escola. Publicações e entrevistas para revistas nacionais e internacionais. Consultora e palestrante nas áreas de educação bilíngue/plurilíngue, inovação e currículo. Ao longo de 15 anos de experiência em docência e coordenação, atuação em todos os segmentos educacionais (infantil, fundamental, médio e superior). Vasta experiência internacional (profissionais e educacionais) em educação. Especialização em Big Data, gerenciamento de projetos, gestão escolar e liderança, competências socioemocionais, Design Thinking, projetos integradores, Culture of thinking e Growth Mindset in Education.

Idiomas: português, alemão, inglês e espanhol.

 
Logo global.png

Educação global

A Educação Global baseia-se em  3 eixos:

- Desenvolvimento integral do indivíduo;

- Análise de dados para intervenção fundamentada;

- Translanguaging (Educação multilíngue/plurilíngue).

Seu objetivo é o fomento de experiências de aprendizagem voltadas à inovação de forma planejada por meio de análises, estudos e discussões, à valorização do indivíduo, à integração , à inclusão e à orientação científica no ambiente escolar e seus entornos.

As práticas pedagógicas se dão por meio da observação dos contextos, pela análise das respostas aos processos e por intervenções criadas colaborativamente.

Assim, espera-se garantir experiências de aprendizagem que contribuam para o desenvolvimento socioemocional dos estudantes, para o entendimento e respeito às complexidades, para a redução de injustiças e para o desenvolvimento de cultura crítica-científica para aplicação ao longo de toda a vida.

NEWSLETTER

Para receber nossas novidades, artigos da especialista e informações sobre seus próximos eventos acesse:

 

  • LinkedIn - White Circle